Prospeção Espeleológica numa Terra Antiga

20 de Março de 2018
​​
Introdução
​​​​​​​​
Em 30/12/2017 realizou-se uma atividade de prospeção nos calcários de Salselas em Trás-os-Montes. Os trabalhos de campo foram realizados por Vitor Amendoeira, Marta Borges, Bruno Amendoeira, Tiago Matias, Sandra Lopes, Álvaro Jalles e Margarida Jalles.​​
​​​​​​​​
Os calcários de Salselas encontram-se no Geopark Terras de Cavaleiros entre a localidade de Salselas e Vale da Porca em Trás-os-Montes.
​​
Foi feita uma exploração artesanal nos calcários, que surgem junto à antiga linha férrea, entre as povoações de Salselas e Vale da Porca.​

Neste local passa o PR6 Rota de Banreses, encontra-se identificado como geositio e faz parte Geopark Terras de Cavaleiros.


Para nosso espanto é uma lixeira a céu aberto e não tem nenhum painel interpretativo, que explique a formação destes calcários e consequente utilização da cal transformada nos fornos de Salselas e Vale da Porca.​

Foram informadas as autoridades locais para que seja feita a limpeza do local e foi sugerido colocar um painel interpretativo no local.
   
A prospeção espeleológica iniciou-se no local onde existe tem uma pequena fenda com 4 metros, muito superficial e sem possibilidade de continuar.

​​​​​​​​​​​​​​​​​​

Fotos da prospeção por Vitor Amendoeira
  1. Title 1
    Title 1
  2. Title 2
    Title 2
  3. Title 3
    Title 3
  4. Title 4
    Title 4
  5. Title 5
    Title 5
​​

Bibliografia
​​
Localização
​​
Pereira , D., Brilha, J., & Pereira, P. (2012). Inventariação, Caracterização e Avaliação do Património Geológico do concelho de Macedo de Cavaleiros.
Relatório elaborado para a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros no âmbito do projeto do “Geoparque Terras de Cavaleiros”.


Texto: Vitor Amendoeira (GEM)
​​
Caracterização Geológica
​​​​​​​​
O concelho de Macedo de Cavaleiros comporta uma grande diversidade geológica e compreende dois importantes conjuntos de unidades: o substrato pré-Mesozóico, o qual inclui os complexos alóctones e parautóctone e ainda as rochas graníticas; e os sedimentos do Cenozóico.

Os calcários de Salselas ficam intercalados nas unidades do Alóctone Inferior. Os complexos alóctones encontram-se nos Maciços de Morais e Bragança e, ao longo do seu trajeto, foram arrastando, na base e à frente, o complexo parautóctone, constituído por sequências sedimentares, que não correspondem, litologicamente, às do domínio autóctone. Deste modo, as unidades do complexo parautóctone representam as sequências sedimentares que se sucediam à margem continental ibérica, presumivelmente situadas na transição da Zona Ossa-Morena para a Zona Centro-Ibérica.

Estes calcários possuem elevado interesse associado quer aos aspetos geomorfológicos e culturais, quer à sua raridade e especificidade neste contexto geográfico em particular (Pereira et al., 2012).


​​

Descrição
​​​​​​​
Foto: Vitor Amendoeira - GEM
​​​​​
Foto: Vitor Amendoeira - GEM
​​​​​​​
Foto: Vitor Amendoeira - GEM
​​​​​
Foto: Vitor Amendoeira - GEM
​​​​
Foto: Vitor Amendoeira - GEM


No segundo local encontra-se a escombreira do desmonte de pedra da antiga exploração, não havendo nenhuma possibilidade aparente de continuação.
INICIO​​​
TOP​O​​​​​​​​​
INDICE